VELHA CONHECIDA | 03.MARÇO.2017

Cuidado com a gripe

De forma silenciosa, a gripe chega e se instala no organismo. A maioria das pessoas acham a doença comum e aceitável, principalmente quando há mudanças bruscas de temperatura. Mas o que elas não sabem é que o vírus da influenza pode desencadear outras doenças ainda mais graves.

 

Vírus astuto

O vírus da influenza é transmitido por tosse, espirro ou fala da pessoa infectada. Ele entra no organismo pelo nariz e se multiplica. Os sintomas começam a aparecer entre um a quatro dias após o contato com o vírus, chamado de período de incubação. Os principais sintomas são: tosse seca, dor de garganta, coriza, febre, calafrios, tremores, dor de cabeça e mialgia (dor muscular). Em casos mais graves, pode gerar bronquite aguda, pneumonia, laringite aguda e otite. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 500 mil pessoas morrem todos os anos no mundo por causa da gripe e suas complicações.

 

Versão 2017

Devido à mutação frequente da doença, todos os anos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) realiza estudos e faz uma previsão de quais vírus da influenza podem aparecer durante o inverno nos hemisférios norte e sul. A partir desse estudo, a Anvisa determina a composição da vacina para aquele ano. Neste ano de 2017, as vacinas de influenza trivalente terão os seguintes vírus: Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. A criação de uma nova vacina é complexa e dura, em média, 6 meses.

 

A, B e C

Até o momento, três tipos de influenza foram descobertos pelos cientistas, são elas: influenza A, B e C. Os tipos A e B atacam o homem, o tipo C causa apenas infecções respiratórias.